Como ser cheio do Espírito Santo?

Em Atos 1. 8, diz: "Mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia, em Samaria e até os confins da terra."

Muitos irmãos sempre tem dúvidas em seus corações acerca do enchimento de poder que Deus oferece ao seu povo. Isso, é assunto de muitos debates, sejam debates esses no meio tradicional, renovado, pentocostal, neo-pentecostal... Há muitas posições sobre esse assunto, mas uma coisa é óbvil! Ninguém pode fugir do que a Escritura realmente diz!

Quando falamos sobre o que a Escritura realmente diz, uma pergunta surge nesse momento: qual o propósito de ser cheio do Espírito? Ao observar muitos irmãos, essa pergunta se faz base para muitas expressões dentro da Igreja. Infelizmente, quando se fala em virgílias, sempre se lembra de alguns temas como: batismo com o Espírito Santo, renovação espiritual, transformação, libertação, enchimento de poder... isto faz lembrar de Paulo e Silas na prisão, e faço uma pergunta: Paulo e Silas estavam fazendo virgília para buscar isso? Em Atos 16. 23-25, observamos que eles estavam orando, louvando e adorando a Deus, apenas com o propósito de adorar, consolar com as dores e posteriormente pregar o evangelho, e não buscar o que se busca nas vigílias nas nossas igrejas.

Então, observamos que vigília é para adorar e não transformar num culto de avivamento!

Agora vamos ver como o crente pode ser cheio do Espírito:

  • O Espírito de Deus tem que encontrar lugar em minha vida!

A Palavra diz que receberemos poder quando o Espírito Santo descer, e para que isto aconteça, é necessário que haja uma limpeza em nossos corações! Deus não irá manifestar-se com seu poder em corações que ainda estão na lama do pecado e que não buscam a santificação. Antes de ser cheio do poder de Deus, é necessário que haja uma transformação e santificação constante na vida do crente!

Cristo nos fala que "aonde estiver o vosso coração, ali estará o vosso tesouro (Mt 6. 21), como também Ele diz que "o servo não pode servir a dois senhores [ou a Deus, ou ao pecado]" (Lc
16. 13), e na primeira epístola de João diz, "não ameis o mundo e nem o que no mundo há, se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele" (1 Jo 2. 15). A Bíblia é clara que para que o crente seja cheio do Espírito, ele precisa santificar a sua vida. Como dizia um professor de seminário: "Salvação é um ato! Santificação é um processo!"

  • O poder que Deus dá não é para nós mesmos!

A Palavra nos mostra que ao descer o Espírito sobre nós, então seremos testemunhas, testemunhas não para nós mesmos, mas para àquele que nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz! Jesus!

Ser testemunha de Cristo, não é apenas pregar o evangelho, é mais que isso! Testemunha vem do grego, que é a mesma palavra que significa "martír", ou martírio! Ou seja, alguém que testifica algo que viu, ouviu e crer como verídico. Por isso, ser cheio do poder de Deus, implica em ser testemunha fiel de Cristo e sua Palavra!

  • Ser testemunha de Cristo é ser alguém que ama pregar a Palavra!

A Palavra diz que devemos pregar o evangelho em toda Jerusalém! Sabemos bem que o evangelho se espalhou e está se espalhando aos lugares mais remotos da terra, por isso, nós não podemos pregar literalmente em Jerusalém. Mas mediante à Jerusalém, posso te fazer uma pergunta: aonde é a sua Jerusalém? Seria porventura à capital do seu estado? À capital do seu país? À sua cidade aonde você mora ou nasceu? Seja aonde for a sua Jerusalém! Pregue!

Não pregue somente na sua cidade, mas pregue em outros lugares, o que seria pregar em "toda Judéia". Fale de Cristo para os seus familiares, os seus amigos, os seus colegas de trabalho e até mesmo para os seus desconhecidos "Samaria". Ore, e pregue se possível até aos confins da terra!

Pregar, ser testemunha, cheio do Espírito, é desejo de Deus para todos nós!

Concluindo, posso relatar algo que chamou-me atenção. No dia das mães, estávamos na cidade de minha sogra em São Mamede - PB, e andando pela sangria do açude, aonde todos gostam de tomar banho, a correnteza estava pouco forte, e chegou um homem se orgulhando porque havia atravessado a correnteza andando com um cigarro aceso na mão! E fiquei pensando que aquele homem arriscou sua vida para fazer uma idiotisse, e então fiquei pensando: e nós evangélicos? Porquê estamos deixando as correntezas dessa vida parar de pregar o evangelho?

"Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura" (Marcos 16. 15)
0 Responses